REGIÃO SUL DE SANTA CATARINA PODE NÃO TER MAIS ÁGUA SUFICIENTE EM DEZ ANOS

12 Abril 2019 09:54:10

O maior consumo continua sendo do setor de irrigação, com 45% do total consumido.

Se continuar poluindo e consumindo como atualmente, em dez anos a região sul catarinense provavelmente não terá água suficiente para cobrir a demanda de todos os setores das Bacias Hidrográficas do Rio Araranguá e Urussanga e afluentes do Rio Mampituba. É o que confirmou, até agora, o Plano Estadual de Recursos Hídricos, em sua segunda fase de produção.

Estes dados foram apresentados e debatidos no último encontro em Araranguá. "Basicamente, se nada for feito para preservar e recuperar a água que temos, em dez anos já serão registrados conflitos por conta da disponibilidade do recurso, que não será suficiente para todas as áreas de produção e consumo. O estado crítico que já é sentido pode piorar, e, sem dúvidas, há risco real de faltar água", alerta o engenheiro sanitarista ambiental e gerente do Plano de Recursos Hídricos, Vinicius Ragghianti.

Há tendência, também, de que até 2023 o setor industrial seja o responsável pelo maior aumento da vazão de retirada de água em Santa Catarina. "Sem esquecer que o maior consumo continuará sendo do setor da irrigação, com 45% do total consumido. Em geral, toda Santa Catarina apresenta um cenário crescente de demanda pela água para a maioria dos setores usuários, e, por isso, evidencia-se ainda mais a necessidade de criação de políticas públicas de preservação", argumenta Ragghianti.

Imagens



Rua Joaquim Pereira Maciel 256 , Centro
São João do Sul - SC - Brasil

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina